Europa, Viagens Internacionais

A primavera e os parques europeus – Paris e Amsterdam (Parte I)

22 de março de 2015
DSC_0304

A primavera já começou a dar o ar da graça na Europa e com ela se aproxima uma das melhores épocas do ano, em termos climáticos, para viajar para o continente europeu (Abril e Maio), pois além do clima mais ameno, os dias se tornam mais longos, o cenário e as paisagens mudam, o sol volta a aparecer e as flores iniciam o seu desabrochar, tornando tudo mais belo e colorido. Sem dúvida, é uma das estações mais deliciosas para se estar na Europa! Assim, para quem planeja viajar para o velho mundo nesta época, escolhi uma das melhores atrações a céu aberto para curtir a primavera europeia para falar aqui no blog: os parques europeus.

Jardin de Tuileries

Curtir os parques é uma das coisas mais simples, gostosas e agradáveis de se fazer quando se está em solo europeu, principalmente porque podem ser aproveitados em qualquer época, exceto, obviamente, quando está chovendo ou durante aquele frio de rachar. Se são normalmente belíssimos no outono, imagina na primavera? Além de tudo, visitar os parques não custa nada e ainda alimentam a alma e enchem os olhos de beleza e poesia, sensações que os parques da Europa oferecem de sobra. Inegavelmente, a beleza desse espaços ganham contornos e visuais estonteantes com a chegada da primavera, ao mesmo tempo que são lugares perfeitos e aconchegantes para se fazer um piquenique, se jogar em seus gramados, bancos ou cadeiras para apreciar um bom livro, ou simplesmente passar um tempo maravilhoso papeando com os seus companheiros de viagem, enquanto contempla as lindas paisagens que o lugar oferece.

Desse modo, pensando em você querido leitor que pretende viajar para a Europa para curtir a primavera, selecionei alguns dos mais lindos parques europeus localizados em quatro das capitais europeias que sempre figuram nas listas das mais visitadas (Paris, Amsterdã, Londres e Roma – não necessariamente nessa ordem), especialmente pelos brasileiros, para inspirar os seus planos de viagem.
  • Paris

Jardin du Luxembourg (Jardins de Luxemburgo)

É o maior parque público da cidade e é um dos meus lugares favoritos em Paris. Os Jardins de Luxemburgo formam um espaço que integra belíssimos canteiros com magníficas obras de arte e fontes divinas, resultando em um museu a céu aberto. Uma das coisas que mais me encanta é que dependendo da época do ano que você visita o lugar se depara com visuais diferentes em seus canteiros, pois as flores são trocadas três vezes por ano e são retiradas das próprias estufas do Jardim.
A troca de flores 3x ao ano torna o cenário mais encantador

A história de criação dos Jardins de Luxemburgo também é bem interessante e teve início com o Palácio de mesmo nome, lá nos idos de 1612. Como a rainha regente da época, Maria de Médicis, viúva de Henrique IV, não era muito fã do Louvre, que na época era a moradia da monarquia francesa, ela adquiriu a propriedade e o terreno de François Luxembourg (tá explicada a origem do nome) e decidiu instalar a sua morada por ali. A verdade é que Maria de Médicis sentia falta da Itália, mais precisamente de Florença, sua terra natal, e, em virtude disso, se empenhou em recriar no terreno anexo ao Palácio um jardim semelhante ao Giardino di Boboli, que falamos a respeito aqui: http://melevenamala.com.br/2015/03/20/quando-em-florencadeleite-se/.html.

O parque é super democrático, tendo em vista que é frequentado por turistas, estudantes, crianças, famílias, em busca de lazer, diversão e momentos de relax. Inclusive, muitas pessoas que trabalham e estudam ali por perto quando tem algum intervalo dão um pulo até o parque para almoçar ou lanchar, seja levando seu próprio baguete ou comprando crepe das barraquinhas que tem no local, e se instalam nas inúmeras cadeiras que circundam os canteiros, um programa delicioso que já tive a oportunidade de experimentar por duas vezes durante as viagens que fiz para Paris. Mas, sabia que nem sempre foi assim? Isto porque, no século 19, a partir de 1778, o conde de Provence, novo dono do local, começou a cobrar uma taxa para as pessoas visitarem o local e de quebra comer as frutas do pomar.

 

Atualmente, os Jardins de Luxemburgo são administrados pelo Senado e é o responsável pela gestão das três plantações de flores por ano , que como dito acima, são trocadas dependendo da época do ano, no verão, na primavera e no outono de acordo com as flores de cada estação.
Horário de funcionamento: Depende muito da duração do dia, sendo que o fechamento, por exemplo, ocorre depois do pôr do sol, cujo horário é bem variável, a depender da época do ano. Aconselho visitar o site para verificar os horários certos: http://www.senat.fr/visite/jardin/horaires.html
Localização: Ao sul do Quartier Latin. Boulevard Saint-Michael, 65.
Metrô: Odéon, linhas 4 ou 10.
Entradas: place André Honorat, rue de Vaugirard, place Edmond Rostand, rue Guynemer.

Em 2011…
…e em 2014



Jardin de Tuileries

Uma das minhas favoritas de Tuileries

Localizado entre a Place de La Concorde e o Arco do Triunfo do Carossel do Louvre, mais precisamente na margem direita do Rio Sena, o Jardin de Tuileries foi um dos lugares que mais me encantou durante a minha última viagem a Paris em 2014. Uma das áreas verdes mais antigas da cidade-luz, esse parque foi criado no século 16 como jardim do então Palácio de Tuileries, e abriga um cenário apaixonante e irretocável.

 

André Le Notrê, o famoso jardineiro do Rei Luís XIV responsável pelos magníficos jardins de Versalhes, repaginou as paisagens dos jardins, no ano de 1664, dando a ele um atual e charmoso estilo francês. As suas vias são longas, excelentes para corridas e caminhadas (muito comum ver os franceses fazendo exercícios por lá), e circundando os canteiros e fontes há diversas cadeiras disponíveis para se sentar, relaxar e contemplar.

 

Como os Jardins de Tuileries abrigam várias estátuas, esculturas e dois Museus (Museé de L’Orangerie, que expõe obras de Monet e Modigliani, e Galerie Nationale du Jeu de Paume, onde há obras da arte contemporânea em exposição), também é um programa cultural que pode unir momentos de relax e apreciação de arte. É um lugar simplesmente maravilhoso, que apresenta uma sensacional e inusitada paisagem no centro de Paris, ideal para curtir os dias agradáveis da primavera.
Horário de funcionamento: Como esses horários variam, consulte a tabela no site: http://en.parisinfo.com/paris-museum-monument/71304/Jardin-des-Tuileries
Metrô: Concorde, Tuileries ou Museé D’Orsay.

 

  • Amsterdam

Vondelpark

Parece pintura…mas, é o Vondelpark

O parque Vondelpark é um dos lugares imperdíveis de Amsterdam e que acho sensacional. Na oportunidade em que o visitei, lembro que fiquei fascinada com as suas paisagens que pareciam pinturas feitas por algum famoso artista. Dentre as várias áreas verdes da capital holandesa, o Vondelpark é considerado o mais popular de Amsterdam, e um dos mais belos, certamente. É um local excelente para fazer um gostoso passeio de bicicleta ou só para caminhar mesmo.

 

O parque foi inaugurado em 1865 (ficou totalmente pronto mesmo apenas em 1877) e foi projetado pelo arquiteto Jan David Zocher, que conferiu ao parque uma estrutura concebida propositalmente para o visitante se sentir na natureza. A ideia de criar o parque partiu de alguns cidadãos que compraram a área com o intuito de preservar as áreas verdes da cidade que, na época, estavam dando lugar a outros tipos de construções. Desde 1953, a área é de controle municipal, que foi vendida pelos particulares que a administravam com a condição de que o parque se mantivesse aberto ao público, incluindo os ciclistas.

 

O Vondelpark também apresenta em seu espaço várias esculturas para admirar, assinadas por diversos artistas, dentre os quais se destaca Picasso. Interessante que esse parque é considerado um dos melhores lugares de Amsterdam para observar as mudanças de cenário durante as estações do ano, e mesmo no inverno as pessoas não deixam de visitá-lo, pois ele sempre está lindo e encantador. É ideal para levar crianças também, visto que, além de toda a área verde em sua extensão, o lugar está repleto de brinquedos e playgrounds para os pequeninos se divertirem. Inegavelmente, é um lugar que vale muito a pena visitar e gastar um bom tempo por ali, seja apenas para contemplar sua paisagem estonteante, seja para ler, descansar, ou fazer um piquenique.

Horário de funcionamento: Aberto 24 horas.
Como chegar: Quando estive em Amsterdam, como fiquei hospedada em uma rua em frente ao Museu Van Gogh, tive muita facilidade para chegar ao Vondelpark, já que ele é muito próximo a esse museu, razão pela qual fui mais de uma vez a esse parque. Como Amsterdam pode facilmente ser explorada a pé e principalmente de bicicleta, em uma visita a cidade o turista não tem muita dificuldade em chegar até o parque. Porém, se você se hospedar em um lugar um pouco mais longe e preferir pegar algum transporte público para chegar até lá os Trams 1, 2 e 5 até Leidseplein fazem esse trajeto.

No próximo domingo, para fechar o assunto, falarei sobre os parques em Londres e Roma. Não perca!

Para maiores informações sobre os parques:
http://www.senat.fr/visite/jardin/horaires.html

http://en.parisinfo.com/paris-museum-monument/71304/Jardin-des-Tuileries

http://www.hetvondelpark.net/

Você também pode gostar

1 Comentário

  • Reply Eliane Matos De Oliveira 28 de março de 2015 at 17:13

    Muito lindo,fiquei encantada com tanta beleza!

  • Deixe uma Resposta

    @MELEVENAMALA – INSTAGRAM

    • Crocia Dubrovnik Dubrovnik vista do alto no pr do solhellip
    • Crocia Hvar  Fort Spanjola E a Crocia segue sehellip
    • Crocia Hvar Hvar a pronncia  rurr com certeza noshellip
    • Crocia Plitvice Lakes O belssimo Parque Nacional dos Lagos Plivticehellip
    • Turquia Gumbet  Pennsula de Bodrum Tem coisa melhor quehellip
    • Mato Grosso Pantanal  Sesc Baa das Pedras E ahellip
    • Mato Grosso Pantanal Sesc Pantanal To lindo quanto ver ohellip
    • Mato Grosso Pantanal Hotel Sesc Porto Cercado Passando para florirhellip
    • Mato Grosso Pantanal  Hotel Sesc Porto Cercado Tudo ohellip
    • Turquia Blue Lagoon Oludeniz Nesse finzinho de domingo nada melhorhellip
    Por favor, aguarde...

    Assine a nossa newsletter

    Quer ser notificado quando o nosso artigo é publicado? Digite seu endereço de e-mail e nome abaixo para ser o primeiro a saber.