Europa, Viagens Internacionais

7 coisas imperdíveis para se fazer em Barcelona

21 de abril de 2015
DSC01651

Para quem planeja viajar para Barcelona é importante saber que, além de ser a capital da Cataluña, é uma cidade que tem um povo muito orgulhoso de suas tradições catalãs e apresenta inúmeros qualidades para competir de igual para igual com Madri, a capital espanhola. Na oportunidade em que sediou as Olimpíadas de 92, vivenciou uma grandiosa revitalização urbana, o que, consequentemente, serviu para aumentar ainda mais a sua popularidade no mundo todo. Assim, atualmente, Barcelona figura no circuito dos grandes centros europeus, destino praticamente obrigatório e dos mais badalados para o turista que visita a Espanha. A cidade, com toda a sua beleza e imperfeições peculiares a uma grande metrópole, tem alma cosmopolita e é cheia de magnetismo, que atrai e abriga uma diversidade de pessoas, gostos e atrações das mais variadas, dentre as quais se destacam a sua apaixonante e instigante arquitetura, marcada, principalmente, pelas obras de Antônio Gaudí.
Confesso que após a minha visita à Barcelona, ainda demorou um tempo para cair a ficha do quão sensacional é essa cidade, devido a alguns contratempos que tive na ocasião da minha viagem. Mas, depois da insistência de uma amiga que é grande admiradora da cidade me peguei revisitando Barcelona e os momentos que passei por lá. Resultado: fiz as pazes com a cidade e hoje retornaria facilmente para rever Barcelona e descobrir facetas que não tive oportunidade de explorar na época em que viajei para lá.

Como consequência da minha paixão recém descoberta por Barcelona, resolvi listar para vocês as 7 (sete) coisas que considero imperdíveis para se fazer na cidade, que mescla aquelas atrações mais turísticas que não podem faltar no roteiro de quem viaja para a capital catalã pela primeira vez com algumas preferências pessoais. O resultado é essa lista que engloba as 7 (sete) coisas principais para se fazer em Barcelona, independente da época em que se visita a cidade:

La Sagrada Família

1. Visitar as obras de Gaudí
Sem dúvida, o que leva muita gente à Barcelona é a paixão pela arquitetura, uma vez que em se tratando de arquitetura modernista a cidade é referência inquestionável. Nesse roteiro, as obras do arquiteto catalão Antônio Gaudí são parada obrigatória. A sua obra mais famosa é a igreja A Sagrada Família (Temple Expiatori de la Sagrada Família), que ainda é uma construção inacabada, mas que continua a pleno vapor, mesmo após a sua morte, em 1926. Ao lado da Sagrada Família, o Parc Guell, a Casa Millá (La Pedrera), a Casa Batlló, a Casa Vicens e o Palau Guell são as principais obras de Gaudí em Barcelona, onde se pode conferir toda a genialidade e criatividade deste que é considerado um dos arquitetos mais audaciosos de todos os tempos. Imperdível!

Camp Nou lotado: Jogo do Barcelona

2. Ir a um jogo do Barcelona
Visitar Barcelona e não conhecer o Camp Nou, casa do time do Barcelona e atualmente o maior estádio de futebol da Europa, é uma verdadeira mancada, mesmo para aqueles que não são muito ligados em futebol. Assim, durante a sua viagem para Barcelona não deixe de incluir no seu roteiro a visita ao Camp Nou que será melhor aproveitada se puder coincidir com um jogo do Barcelona. Experiência que tive a oportunidade de vivenciar e, indiscutivelmente, foi uma das melhores coisas que fiz na cidade. A energia e vibração dos torcedores, o estádio lotado, a atuação maravilhosa do time catalão, tudo contribuiu da melhor maneira para essa experiência incrível.

Naquela ocasião, no ano de 2011, tive a oportunidade de ver o time jogar e ganhar (2 gols do Messi e 1 do Xavi contra o time Racing Santander pelo Campeonato Espanhol) com as suas grandes estrelas da época em campo: Messi, David Villa, Xavi, Piquet, em companhia, e foi simplesmente sensacional! Imaginem agora com o fabuloso Neymar em campo? O ingresso pode ser comprado antecipadamente no site oficial do Barcelona (http://www.fcbarcelona.com/camp-nou) e custa cerca de 99 euros (o mais barato). Pode ser comprado em barraquinhas autorizadas nas La Ramblas também, como fiz na época em que fui, porém, como a procura normalmente é muito grande, sugiro a compra antecipada.

3. Explorar as La Ramblas
A partir da Plaça de Catalunya (principal praça de Barcelona) começam as Ramblas ou La Ramblas, o calçadão mais famoso e concorrido da cidade que apresenta aproximadamente 2km de uma diversidade fascinante de artistas expondo suas obras, lojas, bancas de jornais, vendedores de flores, além de uma infinidade de restaurantes. Cada quarteirão das Ramblas foi nomeado com um nome distinto como Rambla de Santa Monica, Rambla de Sant Josep, Rambla de Canaletes, Rambla dels Estudis e Rambla des Caputxins. Chega a ser clichê sugerir uma caminhada por ali devido à grande popularidade das Ramblas que já são consideradas atrações obrigatórias no roteiro de quem visita Barcelona, mas nunca é demais reforçar e sugerir que esse calçadão eclético sejam bem explorado durante a sua visita, tendo em vista as coisas surpreendentes e maravilhosas com os quais poderá se deparar durante o passeio.

4. Conhecer o Mercado de La Boquería
Localizado nas Ramblas, o Mercado de La Boquería consiste em parada obrigatória não apenas por ser um lindo edifício com contornos modernistas, mas também por apresentar um verdadeiro espetáculo de sabores, cheiros e cores no seu interior. Local ideal para fazer algumas comprinhas, degustar algumas comidas locais (normalmente com um tempero mais forte, não recomendável para estômagos fracos) e se deliciar com sucos de fruta naturais gelados e dos mais diversos sabores.

 

La Boquería: explosão de cores, sabores e cheiros

5. Apreciar o Museu Picasso

O Museu Picasso situado em Barcelona é a mais significativa coleção do artista na Espanha e abriga um rico acervo que aborda a vida e a obra de Picasso, desde à sua infância, em uma linha cronológica das criações de suas obras que remonta ao fantástico percurso desse pintor. O Museu está situado em um prédio denominado Mansão Medieval e foi criado em 1962 por Jaime Sabartes, amigo íntimo de Picasso. O museu em si é completamente fantástico, apresenta pinturas, desenhos, esculturas e trabalhos em cerâmica, e apresenta alguns destaques como a sua descoberta de Paris, que passa pelo período azul, a série As meninas e a obra La Primeira Comunió, em que Picasso retratou a sua irmã. A entrada custa cerca de 14 euros, incluindo exposições temporárias. A entrada costuma ser gratuita no primeiro domingo do mês. Uma dica: as filas para entrar no museu são sempre enormes, em qualquer época do ano, assim chegue cedo.
Horário de funcionamento: de terça à domingo. A partir das 9h00 às 19h00.

 

6. Passear pelo Bairro Gótico
O Bairro Gótico é considerado o o coração do centro antigo de Barcelona. Situado a oeste das Ramblas, é o local onde os romanos fundaram a sua colônia sob as ordens do Imperador Augusto (27 a.C. – 14 d.C.). É no Bairro Gótico, portanto que, desde essa época, se situam os prédios administrativos mais importantes da cidade, como a sede do Parlamento da Catalunha (Palau de la Generalitat) e a magnífica Catedral gótica. Ao caminhar pelas ruas tortuosas e pelos becos sombrios do bairro é impossível não notar as características e impressões deixadas pela Idade Média. O quarteirão judaico, chamado El Call, também é um ponto de visitação marcado pela arquitetura peculiar. É no bairro gótico que se concentram uma grande diversidade de lojas que vendem uma infinidade de quinquilharias, rechós, cafés, bares e também muitos hotéis baratos. O passeio é bastante válido, principalmente pela arquitetura medieval característica deste bairro, atração que merece ser visitada quando em Barcelona.

 

7. Tomar uma brisa e curtir a Barceloneta
A Barceloneta é um antigo bairro de pescadores e marinheiros do século 18, e é um dos locais que foi revitalizado para as Olimpíadas de 92. Hoje é uma orla pitoresca apaixonante, sendo que o charme do local é mantido e oferece espaço para a prática de vários esportes. As ruas da Barceloneta são cheias de vida, principalmente no verão, uma vez que abriga uma marina e uma praia bastante movimentada. É um bairro relaxado e familiar, onde é possível comer uma maravilhosa paella em um dos seus restaurantes, que se orgulham dos pratos com frutos do mar que recebem. Ainda, é possível conhecer um pouco de história no ótimo Museu d’Historia de Catalunya.

É claro que Barcelona tem uma diversidade imensa de atrações que não listei por aqui, mas essa lista não tem a pretensão de trazer todas as atrações imperdíveis da cidade, mas apenas as que as são de acordo com meu ponto de vista e que podem auxiliar a você montar o seu roteiro para conhecer essa cidade magnética e extasiante.

Você também pode gostar

2 Comentários

  • Reply Rafa 29 de fevereiro de 2016 at 18:18

    Excelente post, Aliny! Bjos!

  • Reply michel rodrigues fernandes 27 de janeiro de 2016 at 00:42

    Muito bom o site Aline, Parabéns!

  • Deixe uma Resposta

    @MELEVENAMALA – INSTAGRAM

    • Crocia Dubrovnik Dubrovnik vista do alto no pr do solhellip
    • Crocia Hvar  Fort Spanjola E a Crocia segue sehellip
    • Crocia Hvar Hvar a pronncia  rurr com certeza noshellip
    • Crocia Plitvice Lakes O belssimo Parque Nacional dos Lagos Plivticehellip
    • Turquia Gumbet  Pennsula de Bodrum Tem coisa melhor quehellip
    • Mato Grosso Pantanal  Sesc Baa das Pedras E ahellip
    • Mato Grosso Pantanal Sesc Pantanal To lindo quanto ver ohellip
    • Mato Grosso Pantanal Hotel Sesc Porto Cercado Passando para florirhellip
    • Mato Grosso Pantanal  Hotel Sesc Porto Cercado Tudo ohellip
    • Turquia Blue Lagoon Oludeniz Nesse finzinho de domingo nada melhorhellip
    Por favor, aguarde...

    Assine a nossa newsletter

    Quer ser notificado quando o nosso artigo é publicado? Digite seu endereço de e-mail e nome abaixo para ser o primeiro a saber.